O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

A estrutura, apresentação e conteúdo dos trabalhos submetidos à Revista deverão obedecer às seguintes orientações, elaboradas em conformidade com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e com as especifidades da Revista:

Coautoria

Em caso de coautoria, todas as pessoas designadas como autoras devem ter participado significativamente da elaboração do trabalho. É permitido até 8 autores.

 ARTIGO CIENTIFICO

Para elaborar os artigos a serem submetídos à RMRH, os autores deverão obrigatoriamente utilizar o Template: artigo cientifico. Os arquivos de qualquer submissão só serão analisados neste formato. Pedimos a gentileza de não modificar o tipo de fonte e nem o tamanho da mesma no Template, mas manter o padrão adotado, inclusive no espaçamento entrelinhas, seja no RESUMO ou ABSTRACT, seja no texto. Em caso de dúvidas, seguem abaixo as regras detalhadas:

Apresentação gráfica dos artigos cientificos

Os arquivos deverão ser submetidos em formato Word, nas seguintes especificações:

  1. fonte: Times New Roman, tamanho 12, na cor preta;
  2. espaçamento entrelinhas: 1,5 cm;
  3. margens: 3 cm superior e esquerda, 2 cm direita e inferior;
  4. alinhamento: justificado;
  5. parágrafo: recuo de 2,0 cm na primeira linha e espaçamento de 0 pt, antes e depois;
  6. tamanho: A4 (21 cm x 29,7 cm);
  7. usar itálico para palavras em língua estrangeira;
  8. número de páginas: entre 07 e 25.

Estrutura dos artigos cientificos

A estrutura dos artigos respeitará as seguintes especificações: 

  1. título e subtítulo (se houver): título em caixa alta, centralizado e em negrito. O subtítulo, quando houver, deverá ser separado do título por dois-pontos e grafado em letras minúsculas. A tradução do título para o inglês deve constar logo abaixo, com apenas a letra inicial da primeira palavra em letra maiúscula, centralizado, em itálico e com fonte do mesmo tamanho. O subtítulo, se houver, deverá ser separado do título por dois-pontos e grafado em letras minúsculas. Em caso de artigo em inglês, o título deve ser traduzido para o português;
  2. Identificação de autoria: Não deve constar o nome dos autores no corpo do artigo. Pede-se também a eliminação de dados de identificação nas propriedades do documento. Todos os dados de identificação dos autores deverão obrigatoriamente ser digitados diretamente nos campos apropriados da página de cadastramento do trabalho no OJS, como: nome, sobrenome, e-mail (este e-mail será divulgado no artigo), OrciD (caso não possua, clique aqui), ID do currículo Lattes, Instituição/Afiliação (por extenso), país, resumo da biografia (nível de titulação, afiliação institucional [por extenso], função profissional na instituição de origem e qualquer outra informação que julgar relevante);
  3. resumo em língua portuguesa: no máximo 250 palavras, parágrafo único, justificado, espaçamento simples entrelinhas;
  4. resumo em língua inglesa: com no máximo 250 palavras, parágrafo único, justificado, espaçamento simples entrelinhas;
  5. palavras-chave: em língua portuguesa e inglesa, de três a cinco palavras-chave separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto, espaçamento simples entrelinhas;
  6. introdução;
  7. revisão de literatura;
  8. material e métodos;
  9. resultados e discussão;
  10. conclusão;
  11. referências: deverão ser relacionadas ao final do texto, em ordem alfabética, alinhamento à esquerda, espaçamento simples entrelinhas e duplo entre referências. Não serão aceitos artigos que apresentarem uma lista de referências em padrão Vancouver, APA, entre outras;
  12. anexo e/ou apêndices (opcional).

Outras orientações sobre artigos cientificos

Os títulos das seções do artigo deverão ser alinhados à esquerda e precedidos por seu indicativo numérico, em ordem progressiva, separado por um espaço entre o número e o título. Eles devem ser destacados gradativamente utilizando-se os recursos de negrito, caixa alta, itálico e sublinhado. Os títulos sem indicativo numérico (resumo, referências, anexo e apêndices) deverão ser centralizados.

 NOTA TÉCNICO-CIENTÍFICA

Para elaborar as notas técnico-cientificas a serem submetídas à RMRH, os autores deverão obrigatóriamente utilizar o Template: nota técnico-cientifica. Os arquivos de qualquer submissão só serão analisados neste formato. Pedimos a gentileza de não modificar o tipo de fonte e nem o tamanho da mesma no Template, mas manter o padrão adotado, inclusive no espaçamento entrelinhas, seja no RESUMO ou ABSTRACT, seja no texto. Em caso de dúvidas, seguem abaixo as regras detalhadas:

Apresentação gráfica das notas técnico-cientificas

Os arquivos deverão ser submetidos em formato Word, nas seguintes especificações:

  1. fonte: Times New Roman, tamanho 12, na cor preta;
  2. espaçamento entrelinhas: 1,5 cm;
  3. margens: 3 cm superior e esquerda, 2 cm direita e inferior;
  4. alinhamento: justificado;
  5. parágrafo: recuo de 2,0 cm na primeira linha e espaçamento de 0 pt, antes e depois;
  6. tamanho: A4 (21 cm x 29,7 cm);
  7. usar itálico para palavras em língua estrangeira;
  8. número de páginas: entre 07 e 15.

Estrutura das notas técnico-cientificas

- título e subtítulo (se houver): título em caixa alta, centralizado e em negrito. O subtítulo, quando houver, deverá ser separado do título por dois-pontos e grafado em letras minúsculas. A tradução do título para o inglês deve constar logo abaixo, com apenas a letra inicial da primeira palavra em letra maiúscula, centralizado, em itálico e com fonte do mesmo tamanho. O subtítulo, se houver, deverá ser separado do título por dois-pontos e grafado em letras minúsculas. Em caso de artigo em inglês, o título deve ser traduzido para o português;

- Identificação de autoria: Não deve constar o nome dos autores no corpo do artigo. Pede-se também a eliminação de dados de identificação nas propriedades do documento. Todos os dados de identificação dos autores deverão obrigatoriamente ser digitados diretamente nos campos apropriados da página de cadastramento do trabalho no OJS, como: nome, sobrenome, e-mail (este e-mail será divulgado no artigo), OrciD (caso não possua, clique aqui), ID do currículo Lattes, Instituição/Afiliação (por extenso), país, resumo da biografia (nível de titulação, afiliação institucional [por extenso], função profissional na instituição de origem e qualquer outra informação que julgar relevante);

- resumo em língua portuguesa: no máximo 150 palavras, parágrafo único, justificado, espaçamento simples entrelinhas;

- resumo em língua inglesa: no máximo 150 palavras, parágrafo único, justificado, espaçamento simples entrelinhas;

- palavras-chave: em língua portuguesa e inglesa, até três palavras-chave separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto, espaçamento simples entrelinhas;

- introdução;

- desenvolvimento;

- conclusão;

- referências: deverão ser relacionadas ao final do texto, em ordem alfabética, alinhamento à esquerda, espaçamento simples entrelinhas e duplo entre referências. Não serão aceitas notas técnico-científicas que apresentarem uma lista de referências em padrão Vancouver, APA, entre outras;

- anexo e/ou apêndices (opcional).

Referências

A seguir serão expostos alguns exemplos de referências: 

Publicação impressa

Livros

 - Com 1(um) autor:

THAME, A. C. de M. A cobrança pelo uso da água. São Paulo: Instituto de Qualificação e Editoração, 2000.

- Até 3(três) autores:

REBOUÇAS, A. da C.; BRAGA, B.; TUNDISI, J. G. Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Escrituras, 2002.

 - Mais de 3 (três) autores:

SOUZA, C. N. M. et al. Saneamento: promoção da saúde, qualidade de vida e sustentabilidade ambiental. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2015.

- Organizador, coordenador destacado:

 DESCHAMPS, E.; MATSCHULLAT, J. (Org.). Arsênio antropogênico e natural: um estudo em regiões do Quadrilátero Ferrífero. Belo Horizonte: Fundação Estadual do Meio Ambiente, 2007.

 - Autor institucional

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS. Estudo de regionalização de vazão para o aprimoramento do processo de outorga no estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: IGAM, 2012.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Agenda ambiental na administração pública - A3P. 3. ed. Brasília: MMA, 2006.

 - Autor não mencionado:

DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1993.

Tese, dissertação e monografia

NASCIMENTO, A. R. Recuperação de áreas mineradas no Brasil: ocorrência de planejamento a longo prazo. 2001. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2001.

Legislação

MINAS GERAIS. Decreto n. 46.754 de 28 de dezembro de 2018. Altera o Regulamento do ICMS – RICMS, aprovado pelo Decreto nº 43.080, de 13 de dezembro de 2002. Diário Oficial de Minas Gerais. Belo Horizonte, 29 dez. 2018. p.5.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE (Brasil). Resolução n. 313, de 29 de outubro de 2010. Dispõe sobre o Inventário de Resíduos Sólidos Industriais. Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 22 nov. de 2002. p.10.

Artigos

VON SPERLING, M. Alternativas tecnológicas para o tratamento de águas residuais. Ação ambiental, Viçosa, v.2, n.6, p. 11-14, jun./jul.1999.

Trabalho apresentado em congresso ou outro evento

TARIN, D. M. de. Gestão integrada de licenciamento ambiental. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO AMBIENTAL, 9., 2005, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Instituto o Direito por um Planeta Verde, 2005. p.15-24

Capítulos de livros

CAPITANI, E. Toxicologia. In: DESCHAMPS, E.; MATSCHULLAT, J. (Org.). Arsênio antropogênico e natural: um estudo em regiões do Quadrilátero Ferrífero. Belo Horizonte: Fundação Estadual do Meio Ambiente, 2007. p. 38-50.

Publicação on-line (Internet)

TAKAHASHI, T. (Org.). Sociedade da informação no Brasil: livro verde. Brasília: MCT, 2000. Disponível em: https://www.ufmg.br/proex/cpinfo/cidadania/wpcontent/uploads/2014/04/Livro-verde.pdf. Acesso em: 22 fev. 2019.

DANTAS, E. M.; ALMEIDA, M. C. X. Para uma narrativa complexa das ciências, ou a arte de reconstruir conceitos. Debates em Educação, Maceió, v.12, n.28, p. 739-747, 2020. DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n28p739-747. 

Notas de rodapé

As notas de rodapé deverão ser exclusivamente explicativas, indicadas no corpo do texto por algarismo arábico em ordem crescente e listadas no rodapé da página, utilizando traço contínuo de 5 cm, a partir da margem esquerda em fonte no tamanho 10, com alinhamento justificado e espaçamento simples entrelinhas.

Citações

 As citações respeitarão as seguintes especificações:

Citações diretas curtas (até três linhas)

 Deverão ser apresentadas no corpo do texto, entre aspas duplas. A especificação da autoria poderá anteceder a citação, no formato Autoria (ano, página) ou após a citação no formato (AUTORIA, ano, página).

Citações diretas longas (com mais de três linhas)

 Deverão constituir parágrafo próprio, com recuo de 4 cm da margem esquerda, fonte no tamanho 10, sem aspas, e com espaçamento simples entrelinhas. A especificação da autoria poderá ser colocada antes da citação, no formato Autoria (ano, página), ou após à citação, no formato (AUTORIA, ano, página).

Citações indiretas

Deverão ser colocadas no corpo do texto, sem aspas. A especificação da autoria poderá ser colocada antes da citação, no formato Autoria (ano), ou após a citação, no formato (AUTORIA, ano).

Citação de citação

Deverá se restringir a publicações de difícil acesso. A especificação da autoria deverá indicar o sobrenome do autor do documento não consultado seguido da expressão apud e o sobrenome do autor do documento efetivamente consultado.

Ilustrações e Tabelas

As tabelas e as ilustrações deverão ser centralizadas na página. As tabelas e qualquer que seja o tipo de ilustração (desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros), devem ser precedidas de sua palavra designativa, com a letra inicial maiúscula, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, de travessão e do respectivo título em fonte tamanho 12, localizado em sua parte superior, e alinhado à esquerda desta.

As tabelas apresentam dados estatísticos numéricos, enquanto os quadros contêm informações textuais agrupadas em colunas. As tabelas não devem ser fechadas lateralmente e, deverão ser padronizadas conforme as Normas de Apresentação Tabular do IBGE.

 As tabelas e as ilustrações deverão conter dados sobre a autoria, localizado em sua parte inferior, fonte tamanho 10, no formato Fonte: AUTORIA (ano). A fonte é obrigatória, mesmo que seja produção do próprio autor, e deve ser citada no formato, Fonte: Elaborado pelo autor (ano). A referência completa relativa à fonte deverá constar na listagem de referências no final do trabalho. Legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver), deverão constar logo após a indicação da fonte.

As ilustrações e as tabelas devem ser citadas no texto e inseridas o mais próximo possível do trecho a que se referem. Deverão ser indicadas no texto pela forma como foram designadas, com a letra inicial maiúscula, acompanhada do número de ordem:  Tabela 1, Mapa 2. Ou estar entre parênteses em letras maiúsculas, seguido do número de ordem no final da frase ou parágrafo (TABELA 1, MAPA 2).

 As ilustrações que se apresentam em forma de imagens deverão possuir resolução de 300 dpi.

 As orientações acima não excluem a necessidade de consulta às seguintes normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e do IBGE: 

  • NBR 6022:2018: Informação e documentação – Artigo em publicação periódica técnica e/ou científica – Apresentação;
  • NBR 6023:2018: Informação e documentação – Referências – Elaboração;
  • NBR 6024:2012: Informação e documentação – Numeração progressiva das seções de um documento – Apresentação;
  • NBR 6028:2003: Informação e documentação – Resumo – Apresentação;
  • NBR 10520:2002: Informação e documentação – Citações – Apresentações.
  • Normas de apresentação tabular do IBGE, 1993. 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.