Tendências temporais e espaciais da qualidade das ´´águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Piranga, Minas Gerais

Palavras-chave: Qualidade da água, Análise de Cluster, Correlação de Spearman, Mann-Kendall, Índice de Qualidade da Água

Resumo

Este estudo apresenta uma análise da tendência temporal e espacial da qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Piranga, sub-bacia hidrográfica do rio Doce, em Minas Gerais, Brasil.  Foram aplicados testes estatísticos, multivariados e não paramétricos para avaliar 19 parâmetros de qualidade de 7 estações da rede de monitoramento do IGAM/ANA, obtidos no período de 2008 a 2018. Os resultados das análises de correlação de Spearman e de tendência Mann-Kendall sugeriram que 73,68% dos parâmetros apresentam valores com tendências de redução ou aumento, com maiores alterações associadas a cloreto total, condutividade elétrica in loco, ferro, nitrato e pH. A Análise de Cluster definiu três grandes grupos de estações de monitoramento, agrupadas segundo a região dentro da bacia hidrográfica, correspondentes à parte alta, média e baixa. No entanto, ao longo de toda a bacia hidrográfica, foi observado a degradação da qualidade da água durante o período avaliado, principalmente relacionada ao lançamento de esgotos domésticos e escoamento superficial de áreas agrícolas.  O fato de o IQA não apresentar tendência temporal merece atenção dos órgãos governamentais para ações de recuperação da qualidade das águas superficiais nos cursos d’água da região.

Keywords: Water quality. Analysis of hierarchical clusters. Spearman's correlation. Mann-Kendall. Water Quality Index.

 

Abstract

This study presents an analysis of the temporal and spatial trend of surface water quality in the Piranga River watershed, a sub-basin of the Doce River, in Minas Gerais, Brazil. Statistical, multivariate and non-parametric tests were applied to assess 19 quality parameters of 7 stations in the IGAM/ANA monitoring network, obtained from 2008 to 2018. The results of Spearman correlation and Mann-Kendall trend analyzis suggested that 73.68% of the parameters show values with varying trends, with greater changes associated with total chloride, in loco electrical conductivity, iron, nitrate and pH. The analyzis of hierarchical clusters defined three large groups of monitoring stations, grouped according to the region within the hydrographic basin, corresponding to the upper, middle and lower parts. However, throughout the entire hydrographic basin, degradation of water quality was observed during the evaluated period, mainly related to the release of domestic sewage and surface runoff from agricultural areas. Thefact that the WQI –Water quality Index –of 4 of the 7 stations present a temporal trend of stabilization, in values considered as regular, deserves attention from the social actors of the hydrographic basin for actions to recover the quality of surface water in the watercourses of the region, especially in the region from the source and mouth of the Piranga river.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Cardoso Pereira, Universidade Federal de Viçosa

Doutorando em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Viçosa - UFV. Mestre Engenharia Civil pela UFV. Especialista em Avaliação de Risco e Perícia Ambiental. Engenheiro Ambiental e Sanitarista pelo Centro Universitário de Caratinga.

Ana Augusta Passos Rezende, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Engenharia Agrícola (Recursos Hídricos e Ambientais) pela Universidade Federal de Viçosa - UFV e pós-doutorado na Universidade de Concepcion, Chile. Professora Associada no Departamento de Engenharia Civil da UFV. Mestrado em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Engenheira Civil pela UFMG.

Gustavo Bastos Braga, Universidade Federal de Viçosa

Doutor em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa. Mestre em Administração pela Universidade Federal de Viçosa. Possui graduação em Administração pela Universidade Presidente Antônio Carlos, Pós graduado em Administração Estratégica pela Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Extensão em EAD Docência pela Fundação Getúlio Vargas  e MBA em Logística pela Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde. Professor adjunto da Universidade Federal de Viçosa.

Tatiana Yuri Ramos Oda, Universidade Federal de Viçosa

Doutoranda em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Viçosa - UFV. Mestre em Engenharia Civil pela UFV. Engenheira Ambiental pela UFV.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (Brasil). HidroWeb: sistemas de informações hidrológicas. Disponível em:http://hidroweb.ana.gov.br/HidroWeb. Acesso em: 10 out. 2018.

ALVES, J. P. H. et al. Monitoring water quality of the Sergipe River basin: an evaluation using multivariate data analysis. RBRH, Porto Alegre, v. 23, e27, 2018.

BARRETO, L. V. et al. Relação entre vazão e qualidade da água em uma seção de rio. Revista Ambiente & Água, Taubaté, v.9, n.1, p.118-129, 2014.

BRITTO, F. B. et al. Surface water quality assessment of the main tributaries in the lower São Francisco River, Sergipe. RBRH, Porto Alegre, v. 23, e28, 2018.

CARVALHO, K. Q. et al. Influence of urban area on the water quality of the Campo River basin, Paraná state, Brazil. Brazilian Journal of Biology, São Carlos, v.75, n.4, p. 96-106, 2015.

COELHO, M. et al. Statistical validity of water quality time series in urban watersheds. RBRH, Porto Alegre, v. 22, e51, 2017.

CONSELHO ESTADUAL DE POLÍTICA AMBIENTAL (Minas Gerais); CONSELHO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS DE MINAS GERAIS (Minas Gerais). Deliberação Normativa Conjunta COPAM/ CERH-MG n. 1, de 5 de maio de 2008. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento e estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Disponível em: http://www.siam.mg.gov.br/sla/download.pdf?idNorma=8151. Acesso em: 21 mar. 2021

CONSÓRCIO ECOPLAN-LUME. Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Doce e Planos de Ações para as Unidades de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos no Âmbito da Bacia do Rio Doce. Governador Valadares, 2010.

DIAMANTINI, E. et al. Driver detection of water quality trends in three large European river basins. Science of the Total Environment, Amsterdam, v.612, p. 49-62, 2018.

FRAGA, M. D. et al. Use of multivariate statistical methods to analyze the monitoring of surface water quality in the Doce River basin, Minas Gerais, Brazil. Environ SciPollut Res, Switzerland,v.27, p. 35303–35318, 2020.

FRAGA, M. S. et al. Avaliação da qualidade das águas superficiais na circunscrição hidrográfica do Rio Piranga utilizando análise estatística multivariada e não-paramétrica. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v.14, n.2, p. 694-710, 2021.

HELSEL, D.R.; HIRSCH, R.M. Trend analysis: statisticalmethods in waterresources. Amsterdam: Elsevier Science Publishers B.V., 1992.

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS. Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Doce e dos Planos de Ações de Recursos Hídricos para as Unidades de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos no Âmbito da Bacia do Rio Doce. Belo Horizonte: IGAM, 2007.

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS.Séries históricas de monitoramento de qualidade das águas superficiais do estado de Minas Gerais. Repositório Institucional. Belo Horizonte: IGAM, 2018.Disponível em: http://www.repositorioigam.meioambiente.mg.gov.br/handle/123456789/405. Acesso em: 28 out. 2018.

KALSCHEUR, K. N. et al. Effects of anthropogenic inputs on the organic quality of urbanized streams. Water Research, London, v.46, p.2515-2524, 2012.

MAINALI, J; CHANG H. Landscape and anthropogenic factors affecting spatial patterns of water quality trends in a large river basin, South Korea. Journal of Hydrology, Amsterdam, v.564, p. 26-40, 2018.

MORETTO, D. L. et al. Calibration of water quality index (WQI) based on Resolution nº 357/2005 of the Environment National Council (CONAMA). ActaLimnologicaBrasiliensia, Rio Claro, v.24, n.1, p. 29-42, 2012.

MOSTAFAEI, A. Application of multivariate statistical methods and water-quality index to evaluation of water quality in the Kashkan River. Environmental Management, Switzerland, v.53, p.865-881, 2014.

PASSOS, J. B. C. et al. Multivariate statistics for spatial and seasonal quality assessment of water in the Doce River basin, Southeastern Brazil. EnvironMonitAssess,Switzerland, v. 93, n. 125, 2021.

OLIVEIRA, J. C. O. et al. Análise da qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do Rio Pará – MG. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 22., 2017, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: ABRH, 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/323915701. Acesso em: 28 de out. 2018.

SALVADOR, M. M. Identificação e avaliação de eventos extremos na bacia hidrográfica do Rio Piranga. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Departamento de Engenharia Civil. Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.

SANTOLIN, C. V. A. et al. Distribution and environmental impact evaluation of metals in sediments from the Doce River Basin, Brazil. Environ. Earth Sci., Switzerland, v.74, p.1235-1248, 2015.

TRINDADE, A. L. C. et al. Tendências temporais e espaciais da qualidade das águas superficiais da sub-bacia do Rio das Velhas, estado de Minas Gerais. Eng. Sanit. Ambient., Rio de Janeiro, v. 22, n. 1, p. 13-24, fev. 2017.

VICINI, L. Análise multivariada da teoria à prática. 2005. 215 f. Monografia (Especialização) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2005. Disponível em: http://w3.ufsm.br/adriano/livro/Caderno%20dedatico%20multivariada%20-%20LIVRO%20FINAL%201.pdf. Acesso em: 28 out. 2018.

VOZA, D. et al. Application of multivariate statistical techniques in the water quality assessment of Danube River, Serbia. Archives of Environmental Protection, Polish, v. 41, n. 4, p. 96-103, 2015.

Publicado
2021-09-20
Como Citar
PEREIRA, A.; REZENDE, A. A.; BRAGA, G.; RAMOS ODA, T. Tendências temporais e espaciais da qualidade das ´´águas superficiais da bacia hidrográfica do rio Piranga, Minas Gerais. Revista Mineira de Recursos Hídricos, v. 2, 20 set. 2021.