Análise do impacto na qualidade da água do rio Paraopeba após 2 ciclos hidrológicos do rompimento das barragens de rejeitos da mineradora Vale S.A

Palavras-chave: Rompimento de barragem, Qualidade de água, Rio Paraopeba

Resumo

A presente nota técnica científica tem por objetivo avaliar a qualidade das águas do rio Paraopeba, impactados pelos rompimentos das barragens de rejeito, provenientes da Mina de Córrego do Feijão, da mineradora Vale S.A., em Brumadinho, Minas Gerais, decorridos dois ciclos hidrológicos. O monitoramento mostrou que o trecho de aproximadamente 40 km de extensão (distância medida desde as barragens que romperam), entre os municípios de Brumadinho e São Joaquim de Bicas, foi totalmente impactado, inviabilizando o uso da água. Nos três últimos períodos sazonais (período seco/2020, períodos chuvoso e seco/2021), observa-se que os valores de turbidez, manganês, ferro e chumbo ainda permanecem acima dos limites de Classe 2. Contudo, os registros desses parâmetros já se aproximam dos valores da série histórica do Igam, do período pré-rompimento ao longo da calha do rio Paraopeba.

Keywords: Dam rupture. Water quality. Paraopeba River.

 

Abstract

The present scientific note aimed to assess water quality in the Paraopeba River, impacted by tailings released from the ruptured of Córrego do Feijão Dam (Brumadinho, Minas Gerais), in two  hydrological  cycles.  The results  demonstrated  impacts  on  water  supply  for  the municipalities provided by the Paraopeba River, aproximately 40 km of extension from dam rupture, between Brumadinho and São Joaquim de Bicas. Over the last three seasonal periods (january/2020  to  april/2021), concentration  of  turbidity, manganese, iron and lead above legislation limits were perceived. Nevertheless, these concentrations are already near to what had been noticed previously, according to the historical series in Paraopeba River recorded by Igam (Minas Gerais Water Management Institute) before the dam rupture.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALI, H.; KHAN, E.; ILAHI, I. Environmental chemistry and ecotoxicology of hazardous heavy metals: Environmental persistence, toxicity, and bioaccumulation. Journal of Chemistry, London, v. 2019. DOI 10.1155/2019/6730305. Disponível em: https://www.hindawi.com/journals/jchem/2019/6730305/. Acesso em: 22 set. 2021.

CONSELHO ESTADUAL DE POLÍTICA AMBIENTAL (Minas Gerais); CONSELHO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS(Minas Gerais). Deliberação Normativa Conjunta COPAM/CERH-MG nº 01, de 05 de maio de 2008. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Minas Gerais, Belo Horizonte, 13 maio 2008.

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS. Avaliação da qualidade da água e sedimentos do rio Paraopeba: acompanhamento da qualidade das águas do rio Paraopeba após 2 anos do rompimento da Barragem da Mina Córrego Feijão da Mineradora Vale/SA–Brumadinho/MG. Belo Horizonte: Igam, 2021.

INSTITUTO MINEIRO DE GESTÃO DAS ÁGUAS. Qualidade das águas do rio Paraopeba, após o desastre na barragem B1 da Mineradora Vale/S.A. no município de Brumadinho–Minas Gerais. Belo Horizonte: Igam, 2021.

PRADO, I. G.; POMPEU, P. S. Vertical and seasonal distribution of fish in Três Marias reservoir. Lake and Reservoir Management, London, v. 30, n. 4, p. 393–404, sept. 2014. DOI 10.1080/10402381.2014.955221. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/10402381.2014.955221. Acesso em: 22 set. 2021.

SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE (Minas Gerais). Caderno de 1 ano: Rompimento das barragens da Vale em Brumadinho, 2021.

ZHANG, L. et al.Characterizing fluvial heavy metal pollutions under different rainfallconditions: Implication for aquatic environment protection. Science of the Total Environment, Amsterdam, v. 635, p. 1495-1506, sept.2018. DOI 10.1016/j.scitotenv.2018.04.211. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29710671/. Acesso em: 01 set. 2021.

Publicado
2021-12-28
Como Citar
FERNANDES, A.; SANTOS, M.; NOGUEIRA, P.; SARAIVA, V.; OLIVEIRA, V.; ALMEIDA, K.; NACIF, W.; FONSECA, M. Análise do impacto na qualidade da água do rio Paraopeba após 2 ciclos hidrológicos do rompimento das barragens de rejeitos da mineradora Vale S.A. Revista Mineira de Recursos Hídricos, v. 2, 28 dez. 2021.
Seção
Notas técnico-científicas